OLHA PARA ALÉM DO HORIZONTE

alem-do-horizonte

(Do livro: O caminho da felicidade de Huberto Rohden)

   O que entendemos com ‘a expressão “olhar para além dos horizontes”?

   Não quer dizer desertar da vida, viver no mundo da lua, praticar algum escapismo ascético, refugiar-se a algum estoicismo passivo, tornar-se indiferente e apático em face dos dolorosos problemas da vida cotidiana. Não, nada disto quer dizer “olhar para além dos horizontes”.

   Quer dizer, isto sim, encarar a vida humana em toda a sua plenitude real, e não apenas num aspecto fragmentário, incompleto.

   Exemplifiquemos: se uma lagarta quisesse solver os problemas da sua vida de inseto voraz apenas na base dessa sua existência provisória de lagarta, ignorando as outras fases da sua vida, sobretudo a da borboleta alada, não acertaria jamais com a solução satisfatória, porque a sua existência de hoje só é compreensível a luz da sua existência de amanhã.

    Por que comer o dia todo? Por que sentir tanta matéria prima neste tubo digestivo do seu corpo desgracioso? Por que enclausurar-se no silencioso ataúde da crisálida? Nenhuma finalidade razoável teriam todas essas e muitas outras atividades da lagarta se não preludiassem uma existência futura, que lhes dá sentido e razão de ser.

 

OBRIGADA A TODOS QUE VISITAM, LEEM E COMENTAM ESTE BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: