JUSTIÇA E DIREITO

justiça

 

FILOSOFANDO NOS DIAS ATUAIS:

            O Imperador Justiniano, jurista romano escreveu: “SUMMUM IUS SUMA INIURIA”.  Em português significa: o sumo direito é a suma injustiça, ou seja: “o maior direito é a maior injustiça”.

            Estranho! O direito é declarado como avesso da justiça.

            Rohden explica em suas palestras a verdade destas palavras: O direito é sinônimo de egoísmo e mentira, e justiça é homônimo de amor e verdade.

            Direito é a política do Anticristo, a justiça é a filosofia do Cristo.

            Já no primeiro século Pilatos e Caifás personificaram o direito; e o Cristo representava a justiça.

* * *

Vejamos o que acontece hoje:

Em direito o réu pode mentir e fazer falso depoimento em juízo, desde que possa provar o que diz (mesmo que estas provas sejam falsas). O direito não tem nada a ver com a verdade que é assunto de religião e filosofia.

E nenhum juiz supõe que o depoimento do litigante seja expressão da verdade; basta que esteja de acordo com o artigo tal, parágrafo tal do código penal. Quem mente melhor ganha a causa.

Muitas vezes o juiz condena um inocente porque encontrou provas contra ele. Outras vezes não condena o culpado porque não encontrou provas.

* * *

Diz Rohden:

“O que há de mais doloroso em tudo isto, é que, dois mil anos do assim chamado cristianismo, não tenham conseguido crear uma mentalidade cristã, ou antes, crística, em matéria de jurisprudência; o nosso cristianismo não conseguiu conciliar o direito com a justiça (divina) e dar ao direito uma base na verdade. O ‘Direito Romano’ continua ser a base da nossa jurisprudência; o direito do paganismo romano que todo causídico tem de estudar e tomar por norma de sua profissão, é diametralmente oposto à mensagem do Cristo (Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará)

As palavras “de intimis non curat praetor” (das coisas íntimas da consciência não se ocupa o magistrado) são do Direito Romano.

Nos Estados Unidos se faz sobre a Bíblia, um juramento dizendo: “I swear… eu juro dizer a verdade, toda a verdade, somente a verdade”.

Rohden, durante cinco anos lecionou Filosofia do Direito, numa das Universidades de Washington, e sempre considerava compatíveis o direito e a justiça.

Entretanto Rohden afirma que conhece advogados e delegados no Brasil que a despeito  de seus mestres aniticrísticos do Direito Romano pagão, sabem agir cristicamente na aplicação do direito de acordo com a justiça.

Honra a eles!

8 responses to this post.

  1. Posted by Sérgio Cavalini on 31/03/2016 at 0:25

    É verdade, nem sempre realizar o direito corresponde a realizar a justiça, Em paráfrase a Einstein, esta vem do mundo dos valores, aquele vem do mundo dos fatos.
    Numa sociedade crística ou cosmocrática, pereceria o direito e prevaleceria somente a justiça, que assim como a verdade, são atributos do Ser universal.

    Responder

  2. Eu suponho que as leis do código penal limitam o indivíduo a um tipo de ação de acordo com a moral e não à ética. Moral é conforme o costume de tal sociedade. Já a ética é de acordo com a consciência.
    Alguns cometem erros por ignorância e não podemos exigir deles o mesmo que exigimos de nós mesmos por consciência. Dá para entender?

    Responder

  3. Posted by João Ricardo Pereira on 31/03/2016 at 17:58

    Ola Iris já iniciando as atividades. Uma das coisas que mais me intriga é a de mostrarem a imagem da justiça com os olhos vendados. A imagem que retrata a justiça na Grécia é a de um afresco em que uma mulher sentada com uma espada na mão direita com a balança na outra mão esta com os OLHOS BEM ABERTOS e serenos. Esta que vemos estampada nos tribunais deve ser a do direito romano, que como Rohden diz que é diametralmente oposto ao do Cristo, que diz “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertara” Bom trabalho minha amiga.

    Responder

  4. Boa contribuição amigo João! Não sabia desta imagem da Grécia. Vou procurar no google.
    Hoje me veio na cabeça um assunto intrigante. Por que é que o criminoso procura um advogado para que ele o oriente o que deva dizer no depoimento, de acordo com o código penal? Não deveria revelar a verdade dos fatos?

    Responder

  5. Posted by João Ricardo PEREIRA on 01/04/2016 at 9:57

    É Iris não esta fácil este tal do “estado de direito”. Nessa semana fui auxiliar uma pessoa ( 78 anos) que estava sendo extorquida por um marginal, e tive que ouvir dele (MARGINAL) que eu tomasse cuidado senão ele me processava. durma-se com um barulho destes…Quanto aos advogados chamados “chaves de cadeia’ bem sei como funciona esta engrenagem, pois trabalhei 2 anos fazendo reeducação de detentos no extinto Carandiru e Tremembé, o que fala é o dinheiro, não importa a gravidade do delito. Como diz nosso querido Prof. Rohden “…afirma conhecer advogados e delegados no Brasil que a despeito dos seus mestres anticristicos do Direito Romano pagão, sabem agir cristicamente na aplicação do direito de acordo com a justiça” HONRA A ELES.

    Responder

  6. Casos como este a gente lê muito nos jornais e vê nas tvs. Temos que ter cuidados para não sermos extorquidos, até por telefone.
    Tenho de lembrar aqui a memória do advogado Jamil Feres do Rio. Ele foi aluno de Rohden no Rio, dirigiu a Alvorada lá. Como aluno de Rohden praticava a ética consciente. Foi ele que doou o sítio na Serra Fluminense para a construção do Ashram. Nunca será esquecido!

    Responder

  7. Posted by João Ricardo Pereira on 01/04/2016 at 21:06

    Bem lembrada esta atitude do Dr. Jamil Feres. Estes são os que aproveitam seus conhecimentos e sua passagem pela terra e fazem um bom aproveitamento das suas capacidades. HONRA A ELES. Fraternalmente João

    Responder

  8. Podemos considerar Gandhi, o maior advogado do século XX. Ele ganhou suas causas, as mais difíceis, praticando a ética do amor à verdade e da não-violência. Ele muito contribuiu para as regras da ONU.

    Responder

OBRIGADA A TODOS QUE VISITAM, LEEM E COMENTAM ESTE BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: