SINCERAMENTE INATINGÍVEL

ofensa

DE UMA PALESTRA DE HUBERTO ROHDEN

         Mahatma Gandhi foi tratado com infinitas injustiças durante os seus 79 anos, tanto no sul da África onde viveu 20 anos, como também na Índia onde viveu o resto da sua vida… Foi encarcerado, maltratado esbofeteado… inúmeras vezes.

        E no fim da vida foi perguntado por um dos seus amigos se ele tinha perdoado todas as injustiças que ele tinha recebido dos seus inimigos e Gandhi com a maior simplicidade e sinceridade disse:

        – “Não, não perdoei nenhuma injustiça porque nunca ninguém me ofendeu”. E por isto ele nada tinha que perdoar… Porque perdoar só se pode quando há ofensa; quem não foi ofendido não tem material para perdão. Então ele afirma que não tem nada que perdoar a ninguém porque nunca foi ofendido por ninguém. E isto ele não disse por mentira, mas por absoluta verdade.

         Como é que um homem tão maltratado como Gandhi, pode afirmar que nunca foi ofendido e por isto não há matéria para perdão? É porque ele não estava mais na zona da ofendibilidade, somente o nosso ego é ofendível.

        Onde não existe mais ego não existe mais consciência de ofendibilidade e a isto Gandhi tinha chegado. É o máximo.

NOTA: A PRÁTICA DA MEDITAÇÃO NOS LEVA À SINCERA INOFENDIBILIDADE.  

2 responses to this post.

  1. Posted by celio Francisco da Silva on 24/07/2014 at 21:38

    Estudar Rodhen é repaginar conceitos e refazer trajetórias.

    Responder

OBRIGADA A TODOS QUE VISITAM, LEEM E COMENTAM ESTE BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: