LUZ INCOLOR E RAIOS MULTICORES

VOZ DE ROHDEN E TRANSCRIÇÃO

PRISMA

Trecho da palestra 27 de 1979: Dualismo e monismo

EXPLICANDO MONISMO

                Bem, podemos representar esta mesma ideia de outro modo ainda, por meio do prisma. Vamos imaginar um prisma, e um raio de luz incolor entra aqui por neste lado e sai do outro lado, mas não em linha reta, ele sai assim em linhas quebradas; sai em sete cores do outro lado… Porque no vidro triangular, a linha reta e incolor é desviada por causa da forma do prisma e do outro lado ele sai não em forma de luz branca (dizemos luz branca, mas não é branca, é incolor), mas multicor. Nós só vemos sete cores. Mas não tem só sete, tem milhões de cores do outro lado. As outras cores escapam à nossa retina visual. Pode-se verificar com instrumentos muito apurados. Geralmente aqui em cima tem o vermelho, menos desviado, e o violeta está mais desviado, do outro lado.  Do vermelho até o violeta para nós são sete (tem milhões, mas nós vemos só sete). Para cá ainda tem o infravermelho que nós não vemos. Alguns animais enxergam muito bem o infravermelho. As abelhas dentro da sua colmeia trabalham em completa escuridão, mas para elas não é escuro. Porque elas veem os raios infravermelhos. E até os ultravioletas aqui. Nós não vemos o ultravioleta que é para além do violeta e não enxergamos o infravermelho. O infravermelho é ondulações grandes e o infravioleta é ondulações muito curtas.

Bem, então podemos fazer um jogo com este prisma: aqui estaria a essência e aqui as existências – naturalmente não são sete, mas milhões. Mas a essência é sempre uma que produz muitas existências. Aqui é muita clara a ideia da emanação, porque o multicor emanou, fluiu de dentro do incolor. Parece estranho que o multicor possa ser um efeito do incolor. Se no incolor não existe nenhuma cor como é que pode sair tantas cores do outro lado? É uma ilusão dizer que aquilo é incolor. A luz branca não é incolor. Ela é onicolor em vez de unicolor. A luz branca é oni – tudo – ela contém todas as cores. Mas como estão todas as cores juntas, para nós parece ser incolor.

Quer dizer, a plenitude das cores dá ausência das cores. Que coisa estranha! Pensem sobre isto. A totalidade das cores está contida na ausência das cores. No nada das cores que é o incolor está contido a totalidade das cores. As cores deste lado se desdobraram, aqui as cores estão todas juntas. Aqui é a soma total de todas as cores, e isto para nós dá o efeito de incolor. Potencialmente todas as cores estão aqui. Atualmente estão só aqui. O prisma então faz esta divisão estranha, faz da cor potencial do incolor uma faixa de multicor, de cores atuais. Exatamente a essência contém todas as existências, mas não em forma de existências. Potencialmente a essência contém todas as existências.

Vamos pensar sobre isto: na essência estão contidas todas as existências, não em forma atual, não em forma de miniatura de maquete. A potencialidade não é uma miniatura, é a capacidade de produzir a atualidade. Mas as atualidades não estão enfeixadas dentro da potencialidade. Precisa ter uma ideia exata. A potencialidade quer dizer: ela tem a capacidade de produzir as existências e as existências estão contidas na essência, mas não em forma de existência, em forma de potencialidade.

(Peçam a transcrição completa pelo e-mail: ihgomes@hotmail.com)

 

 

4 responses to this post.

  1. Posted by Thais Ferrer on 08/05/2013 at 11:45

    olá! ótimo blog! adorei!! você tem alguma página com esses pensamentos e textos no facebook ? beijos

    Responder

  2. Thaís, tenho si, procure por Iris Helena Gomes no face book e será benvinda no rol de amigos. Sua visita aqui é sempre um prazer.

    Responder

  3. Posted by Sérgio Cavalini on 10/05/2013 at 20:02

    Recomendo o livro do naturalista Ernst Haeckel intitulado ” Monismo”. Foi escrito no final do século 19 e trata-se de um ensaio abordando ciência e religião numa visão monista da natureza e do universo.
    Porém, falta para Haeckel a experiência mística para uma clara percepção de Deus em tudo e tudo em Deus, mas mesmo assim é uma leitura edificante.

    Sérgio Cavalini

    Responder

  4. A leitura deste livro pode acrescentar muito à mensagem de Rohden. Vamos procurar o livro.

    Responder

OBRIGADA A TODOS QUE VISITAM, LEEM E COMENTAM ESTE BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: