ENCARNAÇÃO DO VERBO

grao de trigo

Jesus, nas últimas 15 horas da sua vida mortal, sujeitou-se voluntariamente à violência dos seus inimigos para realizar o plano cósmico da encarnação do Verbo destinada a levar a natureza humana ao zênite da sua perfeição, na pessoa de Jesus de Nazaré, totalmente integrado no espírito do seu Cristo divino. Essa plena integração no Cristo divino equivalia à desintegração ou morte do Jesus humano, como ele mesmo disse aos seus discípulos: “Convém a vós que eu me vá, porque, se eu não me for, não poderá vir a vós o espírito da verdade.”.

Esta plenificação crística da natureza humana na pessoa de Jesus transbordou beneficamente para o bem da humanidade: “Da sua plenitude todos nós recebemos, graça e mais graça.”

A redenção da humanidade pelo Cristo é um fato, porque o Cristo realizou plenamente a humanidade individual de Jesus, fazendo-a “entrar em sua glória”, e essa cristificação da humanidade em Jesus abriu as portas para a redenção e cristificação da humanidade em outras creaturas humanas idôneas para essa Cristo-redenção.

HUBERTO ROHDEN – do livro: “O triunfo da vida sobre a morte”

OBRIGADA A TODOS QUE VISITAM, LEEM E COMENTAM ESTE BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: