MISSÃO DIVINA

acima da terra

             Quem pouco tem pouco pode dar – mas quem muito tem muito pode abandonar. E nunca uma creatura humana teve mais, aqui na terra, do que o Nazareno, e, quando esse “muito” e esse “mais” atingiu o “máximo”, então julgou ele chegado o momento propício para abrir mão de tudo, completando o misterioso sacrifício cósmico do amor.

Vai nessa atitude do Nazareno, talvez, o mais incompreendido mistério da sua vida, a mais esotérica das atitudes, a mais solene sacralidade da sua missão redentora… Elevar ao máximo a sua perfeição humana – e depois imolar todas essas grandezas na ara do amor divino…

Huberto Rohden – do livro: “O triunfo da vida sobre a morte”

4 responses to this post.

  1. Posted by JOÃO RICARDO PEREIRA on 28/03/2013 at 19:38

    MUITO BOM IRIS ESTE TRECHO DO PROF. ROHDEN “O TRIUNFO DA VIDA SOBRE A MORTE”, COMO DIZ O EVANGELHO DO CRISTO …EU SOU A VERDADEIRA VIDE E MEU PAI É O AGRICULTOR. TODO SARMENTO QUE EM MIM NÃO DER FRUTO, ELE O CORTARA; E TODO O QUE DER FRUTO, ELE O LIMPARÁ PARA QUE PRODUZA AINDA MAIS.. ESTE É O MEU MANDAMENTO. AMAI-VOS UNS AOS OUTROS, ASSIM COMO,EU VOS AMEI. NINGUÉM TEM MAIOR AMOR DO QUE AQUELE QUE ENTREGA A VIDA POR SEUS AMIGOS. VÓS SEREIS MEUS AMIGOS, SE PRATICARDES O QUE VOS MANDO… O SERVO NÃO SABE O QUE FAZ O SENHOR; CHAMEI-VOS, PORÉM, AMIGOS PORQUE VOS DEI A CONHECER TUDO QUANTO OUVI DE MEU PAI. EU VOS ESCOLHI, E VOS DESTINEI A IRDES E A PRODUZIR-DES FRUTO, E UM FRUTO QUE PERMANEÇA. JOÃO

    Responder

  2. Posted by sergio cavalini on 29/03/2013 at 1:43

    Prezada Iris,

    Considero O Triunfo da Vida sobre a Morte um dos melhores livros de Huberto Rohden, por tratar com profundidade o sofrimento do Divino Mestre, o por que dessa antidromia ( creio que Rohden é o único escritor a usar esta palavra na língua portuguesa) do Logos, por detalhar com profunda fidelidade aos Evangelhos os últimos momentos do Nazareno em seu estágio telúrico.
    Rohden demonstra através do sofrimento voluntário de Jesus de Nazaré, que é possível harmonizar os dois pólos da natureza humana, o Eu crístico e o ego luciférico, se este tornar-se servo daquele.

    Abraços e uma ótima Semana Santa!

    Responder

    • Concordo Sérgio, este livro maravilhoso nos leva a uma compreensão da razão do sofrimento do Reis dos Reis. Sugiro que todos os visitantes deste blog leiam este livro nestes dias favoráveis para reflexão e meditação.

      Responder

OBRIGADA A TODOS QUE VISITAM, LEEM E COMENTAM ESTE BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: